Escola Secundária da Amadora

A fundação do Liceu Nacional da Amadora, em 17 de Fevereiro de 1972, foi a concretização de antigas aspirações e necessidades da população desta área, na altura incluída no concelho de Oeiras.

O tipo de construção da escola obedece ao modelo estabelecido nos anos 70, caracterizado pela distribuição do espaço escolar por vários pátios e pavilhões que oferecem uma multiplicidade de valências técnicas, científicas e desportivas.

A Escola Secundária da Amadora, assim designada desde 1979, situa-se no centro do concelho, na freguesia da Venteira e recebe, por esse motivo, alunos provenientes das diversas freguesias. Localiza-se próximo da estação de comboio, é servida por várias carreiras rodoviárias e será ainda servida pela nova estação de metro da Reboleira, com inauguração prevista a curto prazo.

Inicialmente, leccionou-se o 3.º ciclo do ensino básico, o ensino secundário diurno e o complementar nocturno. A partir do ano lectivo de 1999/2000, passou a leccionar-se o ensino secundário (diurno e noturno), permitindo uma grande diversidade de oferta de percursos formativos que lhe conferem um estatuto e uma especificidade de referência no concelho.
Ler mais...

Escola Básica Roque Gameiro

A Escola Básica Roque Gameiro fica situada no espaço urbano, na Avenida da Aviação Portuguesa, freguesia da Venteira.

A Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Roque Gameiro iniciou a sua atividade como anexo da Escola Marquesa de Alorna, funcionando com duas secções distintas em instalações provisórias construídas em pavilhões pré-fabricados. Através da Portaria n.º 23600/68, de 9 de setembro, assinada pelo Ministro das Finanças, Ulisses Cruz de Aguiar Cortês e pelo então Ministro da Educação, Inocêncio Galvão Teles, e após a criação do C.P.E.S. foi criada a Escola Preparatória Roque Gameiro, nos termos do artigo 8º do Decreto-Lei nº 48541/68, de 23 de agosto, continuando, no entanto, a funcionar em pavilhões pré-fabricados.

Iniciada e concluída a construção do atual edifício na década de 70, a Escola formaliza a sua abertura em janeiro de 1976. Com a previsão de uma população escolar de 750 alunos, a construção obedeceu a um projeto baseado na constituição de conjuntos de unidades (pavilhões) de um piso, implantados numa vasta área ladeada por zonas verdes.
Ler mais...

Escola Básica Terra dos Arcos

A Escola Básica da Terra dos Arcos está situada na freguesia de Falagueira/Venda Nova, bairro da Falagueira, Avenida do Brasil.

O edifício da Escola Básica da Terra dos Arcos foi construído obedecendo a um Projeto Especial e está dotado de espaços interiores amplos e luminosos que se situam em três desníveis: dois pisos ligados por escadarias simétricas e desníveis constituídos por rampas que ligam o rés-do-chão ao refeitório e este ao ginásio. O espaço exterior é constituído por um vasto pátio de recreio descoberto, por um campo polidesportivo igualmente descoberto, mas bem delimitado, e por uma pista de salto. Este conjunto arquitetónico constitui um todo agradável e harmonioso.

A Escola N.º 2 da Falagueira, iniciou a sua atividade com alunos oriundos das Escolas N.º 3 da Falagueira e N.º 1 da Reboleira, no ano letivo de 1990/91.

Integrou a Rede de Bibliotecas Escolares no ano letivo 2011/12, com inauguração do Centro de Recursos/Biblioteca Escolar. Tornou-se uma Eco-escola em 2012/2013, recebendo bandeira verde.
Ler mais...

Escola Básica Gago Coutinho

A Escola Básica Gago Coutinho fica situada no espaço urbano, na freguesia da Venteira, na Avenida da Aviação Portuguesa.

Construída nos anos 30 do Séc. XX chamava-se então Escola n.º 1 da Amadora, possuía duas salas de aula e foi a primeira Escola Oficial da Amadora. Nesta, então vila do concelho de Oeiras, apenas coexistiam Colégios. É uma escola do chamado plano dos centenários, tendo sido aumentada a sua área graças à doação de terrenos por dois particulares, o que permitiu em 1948 proceder a melhoramentos e ampliação mantendo a traça original até aos dias de hoje, com seis salas de aula. Passou a denominar-se então Escola Masculina n.º 1 da Amadora, sendo o ensino feminino ministrado numas instalações muito degradadas perto do atual Quartel dos Bombeiros Voluntários da Amadora.

Na transição dos anos 60 para os 70, foi aumentada com pavilhões pré-fabricados (já demolidos), dado o grande aumento de população verificado, passando a ser frequentada por raparigas de manhã e rapazes de tarde, sendo identificada como Escola n.º 1 da Reboleira. Mais tarde, por proposta do Conselho Escolar e com autorização da CMA e DREL, passou a designar-se Escola Básica do 1.º Ciclo Gago Coutinho, em conformidade com o estabelecido no D.R./II Série, n.º 144 de 23/06, Despacho n.º 12005/99).

A Escola Básica Gago Coutinho integra a Rede de Bibliotecas Escolares no ano letivo 2012/2013.
Ler mais...

Escola Básica Vasco Martins Rebolo

A Escola Básica Vasco Martins Rebolo fica situada no espaço urbano, na freguesia de Venteira, Rua Conde de Oeiras.

A Escola n.º 2 da Reboleira, concelho de Amadora, sita na Avenida Conde de Oeiras, foi criada por Portaria do Diário do Governo de 18 de dezembro de 1971 (II série), com a designação de Escola Masculina n.º 7 da freguesia de Amadora, concelho de Oeiras. Por Portaria publicada no Diário da República de 11 de agosto de 1977 foi feita a fusão das escolas n.º 7 e n.º 12 da Amadora passando a escola a designar-se Escola N.º 6 da freguesia da Amadora, concelho de Oeiras. Com a criação do concelho da Amadora pela Lei 47/79, de 11 de setembro, foi alterada a designação da escola para Escola N.º 2 da freguesia da Reboleira, concelho da Amadora – conforme publicação do Diário da República de 7 janeiro de 1980.

O Jardim de Infância Vasco Martins Rebolo foi criado pela portaria n.º 1046-A/2001, de 31 de agosto e é uma instituição da Educação Pré-Escolar da rede pública do Ministério da Educação.

A Escola Básica Vasco Martins Rebolo integra a Rede de Bibliotecas Escolares desde o ano letivo 2008/2009. Tornou-se uma Eco-escola em 2008/2009, tendo recebido 5 bandeiras verdes.
Ler mais...